Elite Randall Cobb Womens Super Bowl Jersey Authentic Wholesale NFL Jerseys Soccer Jerseys Cheap Coach Factory Label Cheap Spurs Jerseys Elite Kam Chancellor White Jersey Cheap Jerseys With Free Shipping NFL Football Jerseys Cheap Replica Jerseys Cheap Julian Edelman Authentic Super Bowl Jersey Cheap NFL Jerseys Wholesale Nhl Cheap Jerseys Cheap Youth Hockey Jerseys Authentic Nhl Jerseys Wholesale Coach Handbags And Wallets Coach Crossbody Bag Outlet Coach Factory Register Hockey Practice Jerseys Cheap Coach Handbags Lord And Taylor Cheap NFL Replica Jerseys NFL Cheap Authentic Jerseys Andrew Luck Jersey Small Coach Handbags Hawaii

Monthly Archives: fevereiro 2017

10 anos de GTPS e o nosso papel no desenvolvimento da pecuária sustentável

Em 2017, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável completa 10 anos. Uma década de dedicação, empenho, conquistas, desafios e, acima de tudo, de entusiasmo em fazer a diferença e trabalhar em prol de uma pecuária mais eficiente, mais sustentável!

118-GTPS_AltaFloresta_07.11.14

Nesse período, junto com representantes de todos os elos da cadeia de valor da pecuária, nos esforçamos para construir e divulgar o conceito de pecuária sustentável. Nossos parceiros e associados, organizados na primeira mesa redonda mundial sobre pecuária sustentável, conquistaram melhorias e benefícios notáveis para o setor, nesse período.

O que era considerado uma utopia no passado, tem se tornado realidade. A comunicação entre os elos da cadeia era incipiente e alcançar o consenso em temas sensíveis e que afetavam todo o setor era algo muito difícil. Com a criação do GTPS, produtores, fornecedores de insumos, instituições financeiras, frigoríficos, organizações da sociedade civil, varejos e restaurantes e instituições de governo, ensino e pesquisa passaram a ter um espaço para debate e construção de posicionamentos que tornaram a cadeia mais preparada para atender às demandas do mercado.

Foram produzidos diversos materiais, promovemos seminários, debates, curso de multiplicadores de tecnologias e boas práticas, dias de campo e divulgamos as boas iniciativas promovidas no país e no mundo. Acompanhamos a evolução do setor ao longo destes dez anos. Vimos nossos membros chegarem ao consenso de que pecuária sustentável é aquela que tem uma boa gestão de todos os recursos envolvidos na produção (financeiros, físicos, humanos e naturais) e que além “da porteira”, a responsabilidade socioambiental não se traduz apenas em controle de fornecimento, ela passa por apoio e engajamento com desenvolvimento da cadeia.

Nos preocupamos em mostrar que a atividade desenvolvida com a adoção de boas práticas agropecuárias que leva em consideração os aspectos econômicos e socioambientais, não é apenas benéfica ao ambiente, mas também ao pecuarista e à sociedade de forma geral.

Conciliar crescimento da produção com preservação ambiental passa por diversos processos de adequação e intensificação da atividade produtiva – “produzir mais com menos”. Concordamos que intensificar não seja solução para todos os produtores, mas que pequenas adaptações, em especial no que se refere às condições das pastagens no país, são capazes de surtir grandes benefícios ao meio ambiente e, especialmente, ao retorno econômico.

No último ano, o GTPS publicou duas importantes ferramentas de apoio à melhoria contínua e à gestão de indicadores de sustentabilidade – Manual de Práticas para Pecuária Sustentável e o Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável. Para 2017, queremos intensificar o que chamamos de “construção conjunta das soluções”. A meta é engajar nossos associados em diversas ações regionais com o objetivo de disseminar o conteúdo e o uso dos nossos materiais.

O GTPS seguirá de portas abertas a todos os atores da cadeia interessados em contribuir com as soluções e inovações propostas para o desenvolvimento sustentável da pecuária brasileira.

Reconhecemos os grandes avanços alcançados nos últimos anos, mas sabemos que ainda há um longo caminho a ser percorrido. O importante é que temos convicção de que estamos no caminho certo e com as companhias certas!


Até janeiro, quase 4 milhões de imóveis rurais foram cadastrados no CAR

Até o dia 31 de janeiro de 2017, uma área de 401.055.948 hectares haviam sido inseridas no Cadastro Ambiental Rural (CAR). O montante corresponde ao cadastro de mais de 3.95 milhões de imóveis rurais. O relatório, divulgado pelo Serviço Florestal Brasileiro, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), considera que o número de cadastros já superou 100% da expectativa inicialmente prevista.

Sem título

Vale sempre ressaltar que o CAR considera a área passível de cadastro mensurada no Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2006. Como o Censo está defasado em mais de dez anos, a área total relativa às propriedades rurais está desatualizada. Por esta razão, a área de imóveis rurais cadastrados ultrapassa os 100% previsto.

Dentre as regiões, a Norte e a Sudeste merecem destaque. Na região Norte, um total de 93,7 milhões de hectares já foi cadastrado no sistema, mais de 100% do previsto. Na Sudeste, por sua vez, temos 56,4 milhões de hectares cadastrados, o que também corresponde a mais do que o total previsto anteriormente.

Por outro lado, a Região Nordeste é a que mais precisa de mais atenção e engajamento dos atores para o preenchimento do Cadastro. Até o momento, um montante que corresponde a apenas 74,4% do passível a cadastro foi inserido no sistema.

Para Francisco Beduschi, presidente do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável, “a Região Nordeste está com a porcentagem mais reduzida porque a região tem uma maior ocorrência de propriedades de pequeno porte, o que demanda de trabalho maior, com mais visitas e análises de campo, por exemplo”. De acordo com o executivo, precisamos fazer um esforço nesta região para cumprimos com o prazo.

Vale lembrar que conforme prevê a Lei 12.651, de 2012, conhecida como Lei Florestal, todas as propriedades rurais do país precisam ser cadastradas no Sistema Eletrônico do CAR (SiCAR). A inscrição é necessária para que os imóveis façam parte do Programa de Regularização Ambiental (PRA), que iniciará o processo de recuperação ambiental de áreas degradadas dentro dos terrenos. O Código Florestal, aprovado em 2012, não permite que o prazo seja adiado mais uma vez. A consequência para os produtores rurais que não fizerem o cadastro dentro do prazo estabelecido é ficar em situação irregular perante a autoridade ambiental. A falta do CAR inviabiliza, ainda, o acesso a financiamentos público e a recuperação do passivo ambiental, caso exista, pelas regras do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

O SFB informa que o prazo final do cadastramento foi prorrogado até 31 de dezembro de 2017. Para saber como se cadastrar, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC) elaborou no final do ano passado um passo a passo.



Coach Outlet Locations Catalogo Borse Gucci 2011 Chuck Foreman Kids Jersey Coach Outlet Dallas Cheap Oakley Oil Rig Sunglasses Polarized The North Face Wholesale Ray Nitschke Jersey Michael Kors Outlet Jackson Nj Cheap Grey UGGs Classic Short

Elite Randall Cobb Womens Super Bowl Jersey Authentic Wholesale NFL Jerseys Soccer Jerseys Cheap Coach Factory Label Cheap Spurs Jerseys Elite Kam Chancellor White Jersey Cheap Jerseys With Free Shipping NFL Football Jerseys Cheap Replica Jerseys Cheap Julian Edelman Authentic Super Bowl Jersey Cheap NFL Jerseys Wholesale Nhl Cheap Jerseys Cheap Youth Hockey Jerseys Authentic Nhl Jerseys Wholesale Coach Handbags And Wallets Coach Crossbody Bag Outlet Coach Factory Register Hockey Practice Jerseys Cheap Coach Handbags Lord And Taylor Cheap NFL Replica Jerseys NFL Cheap Authentic Jerseys Andrew Luck Jersey Small Coach Handbags Hawaii